Mês: Abril 2012

#157 Marketing não é publicidade

É fácil esquecer esta afirmação e consequentemente comentem-se erros e desperdícios.

A publicidade é uma das ferramentas disponíveis para comunicar com o mercado e pode assumir diferentes formas. Se sabes o que estás a oferecer, qual o valor para os potenciais clientes e onde estes estão, poderás procurar as formas mais eficazes de entrar em contacto com eles. Seja com publicidade, seja com contactos directos, seja com patrocínios.
Não faças publicidade só porque o vizinho faz…

#156 Pontos de contacto

Identifica onde e quando os teus potenciais clientes entram em contacto com a tua marca e verifica se esses pontos te estão a ajudar ou a denegrir.
O contacto não ocorre apenas dentro das nas tuas instalações. Pode resultar de sinais direccionais, um cartaz, uma embalagem, um email, uma viatura de transporte ou a farda de um funcionário. Existem muitos pontos de contacto.
Identifica-os, acompanha-os, melhorar-os, garante que trabalham a teu favor…

#155 Afina o motor

Um negócio é uma máquina complexa que exige uma integração ótima das diferentes partes.
Como um automóvel não pode estar bem se o motor estiver afinado mas os travões não funcionarem, também o negócio exige um equilíbrio correcto.
Há quanto tempo não levas o negócio à manutenção. 
Faz uma inspeção e define um plano de manutenção ao teu negócio.
Passa em revista as diferentes partes e afina-as!
Ganharás em performance…

#154 Elimina os sugadores de energia

Identifica no teu negócio os sugadores de energia. As actividades, clientes ou produtos que te exigem grande esforço e geram pouca rentabilidade. Escreve-as e define um plano de resolução.
Ao eliminá-los, modificá-los ou subcontratar essas actividades estás a canalizar esse ganho para dimensões mais proveitosas. Vais ficar melhor e o teu negócio também.

#153 Experimenta apresentações alternativas

Normalmente os produtos no ponto de venda estão agrupados por categorias com características comuns.
Revê a forma de os apresentar e mistura categorias que tenham algo em comum (funcional ou emocional). Apresenta soluções ou propostas de utilização, contextualizado em função de usos, problemas ou momentos que sabes os clientes vão ter.
Um supermercado aumentou as vendas de cerveja ao colocá-las junto às fraldas…

#152 Alarga a tua proposta

Na interacção com o teu cliente o que podes propor em complemento ao que ele te pede.
Ele pediu um café, porque não lhe propões cordialmente um bolo ou uma água. Ele pediu uma lavagem simples, propõe-lhe a cera. Ele pediu uma conta, propõe-lhe um seguro ou uma poupança.
Pode dizer-te que não mas estás a aumentar a possibilidade de que avaliando a proposta te diga, sim.
E vais ganhar com isso.