Mês: Maio 2013

Dica #205 MUDA=Desperdício na espera

Saber esperar é uma virtude mas saber rentabilizar a espera distingue. Porquê que esperas?
Tempos de espera no processo produtivo podem indicar mau ajustamento do mesmo ou má afinação de alguma etapa. Implica recursos parados sem acrescentar valor.
Mais uma vez, olha para os tempos de espera como oportunidades de poupança e ganho. Alguns segundos ou minutos representam um mealheiro que pode merecer a tua atenção.

P.S. – se quiseres fazer a diferença, ajuda os teus clientes a aproveitarem os tempos de espera contigo… Se eles ganharem, tu ganhas!

#204 MUDA=Desperdício no movimento

“Não confundas movimento com progresso” ou com produtividade. 
Pode parecer estranho e sem interesse mas movimentar algo nem sempre acrescenta valor.
Requer tempo, equipamento e pessoas. Implica paragens e ocupações de recursos que devem ser ponderadas e quantificadas.
Analisa o teu processo e identifica movimentos que sejam desnecessários. Muitas vezes ocorrem pela forma como organizas o espaço ou porque sempre se fez dessa maneira. Equaciona alternativas. Alguns segundos ou minutos de movimentos desnecessários podem representar uma poupança ou ganho significativo ao longo do tempo.

#203 MUDA=Desperdício no inventário

Os stocks, necessários e muitas vezes esquecidos, são um importante investimento de recursos. Não é só o armazém que conta mas, no caso de empresas industriais todos os bens na linha de produção à espera de transformação e montagem.
Olha com atenção para esta área. Quantifica e valoriza todo o inventário que possuis, nas suas várias fases de construção de valor.

Como podes otimizar o teu processo e, simultaneamente, reduzir o investimento e os riscos associados?

#202 MUDA=Desperdício no transporte

Analisa os teus circuitos de transporte pois cada vez que um produto é movido sofre riscos (perda, dano, atraso), gera custos  e ao não transformar nada, não acrescenta valor.
O transporte é necessário, mas nem todo o transporte é necessário. 
Olha criticamente e procura mexer o produto apenas na estrita necessidade. Quem sabe estas a desperdiçar tempo, recursos e dinheiro e nem dás por isso…

#201 Os conceitos do Toyota Production System


A Toyota desenvolveu um sistema de produção que compreendia um conjunto de conceitos, filosofias e abordagens à gestão industrial que visavam incrementar a sua eficiência. Assentava em três conceitos base:

  • Muda: desperdício;
  • Mura: desequilibrio
  • Muri: sobrecarga

A identificação destes três aspectos e a sua correcção traz ganhos de produtividade e de utilização de recursos e, logo, maior competitividade.

Identificas algum destes problemas na tua empresa (e não tem de ser industrial)?