Finanças

Category Archives — Finanças

Dica #235 És um empecilho para os teus clientes?

O que podes fazer para ajudar os teus clientes no seu dia-a-dia com o teu produto? 
Tenho um fornecedor cujas embalagens são iguais, independentemente dos modelos, tamanhos e características. Por muito organizado que seja um armazém localizar um produto rapidamente torna-se difícil.
O que podes fazer para facilitar o seu trabalho? Cores? Simbolos? Texto? 
Acredita que esse cuidado também se percebe e é muito valorizado…

Dica #207 MUDA=Desperdício no sobreprodução

Está atento a excesso de stocks, a produtos que não vendes, a produtos que deitas fora porque a sua validade expirou. Estas situações podem ser sintoma de decisões erradas de produção.
Revê o teu processo de decisão de produção, as tuas fontes de informação para decidir, os teus contratos.
Produzir de mais é como um barco que deixa entrar água, mais cedo ou mais tarde, se não resolveres o problema, o excesso de água afunda-te…

Dica #205 MUDA=Desperdício na espera

Saber esperar é uma virtude mas saber rentabilizar a espera distingue. Porquê que esperas?
Tempos de espera no processo produtivo podem indicar mau ajustamento do mesmo ou má afinação de alguma etapa. Implica recursos parados sem acrescentar valor.
Mais uma vez, olha para os tempos de espera como oportunidades de poupança e ganho. Alguns segundos ou minutos representam um mealheiro que pode merecer a tua atenção.

P.S. – se quiseres fazer a diferença, ajuda os teus clientes a aproveitarem os tempos de espera contigo… Se eles ganharem, tu ganhas!

#203 MUDA=Desperdício no inventário

Os stocks, necessários e muitas vezes esquecidos, são um importante investimento de recursos. Não é só o armazém que conta mas, no caso de empresas industriais todos os bens na linha de produção à espera de transformação e montagem.
Olha com atenção para esta área. Quantifica e valoriza todo o inventário que possuis, nas suas várias fases de construção de valor.

Como podes otimizar o teu processo e, simultaneamente, reduzir o investimento e os riscos associados?

#164 Cobrança

A concessão de crédito é uma ferramenta muito utilizada para promover as vendas mas não te esqueças de que o dinheiro é teu… e te custa dinheiro.
Estabelece um plano de cobrança. Recorda o teus clientes de que o prazo de pagamento se aproxima. Liga imediatamente no dia a seguir ao atraso. Não deixes acumular as dívidas.
O teu negócio vai agradecer.

#155 Afina o motor

Um negócio é uma máquina complexa que exige uma integração ótima das diferentes partes.
Como um automóvel não pode estar bem se o motor estiver afinado mas os travões não funcionarem, também o negócio exige um equilíbrio correcto.
Há quanto tempo não levas o negócio à manutenção. 
Faz uma inspeção e define um plano de manutenção ao teu negócio.
Passa em revista as diferentes partes e afina-as!
Ganharás em performance…

#138 A lei de pareto

Pareto desenvolveu um princípio que pode ter aplicações à tua empresa. A relação 20/80 pode ter várias leituras:
– 20% dos clientes geram 80% das receitas;
– 20% das causas provocam 80% das consequências;
– 20% das matérias-primas representam 80% dos consumos;~
– 20% das rubricas contém 80% dos custos;
Não são limites exactos ou estanques, podem variar mas são uma boa aproximação e permitem focar a atenção no que é mais importante e têm mais impacto. Experimenta…

#126 Aumentar as vendas

Este é um desafio constante das empresas. Só existem três opções para aumentar o valor:
      Mais quantidade;
      Elevar os preços;
      Vendas acessórias;
Qualquer das opções implica uma análise clara do valor oferecido e dos mercados servidos. 
O que podes fazer?


(P.S. – Conjuga com algumas dicas anteriores. Vê, por exemplo, a etiqueta: Finanças)

#118 Estratégia=Liderar pelos custos

Liderar pelos custos não significa vender mais barato ou sacrificar a margem (ainda que o possas fazer).
Liderar pelos custos é um investimento claro e consciente na optmização interna e na produtividade, procurando suplantar continuamente a nossa capacidade de entregar um produto com valor mas com menor consumo de recursos.
Este trabalho, quando bem feito permite-te uma vantagem face aos concorrentes.

#115 Controla quem te deve

Conceder crédito pode ser uma prática importante para convencer um cliente a realizar negócio contigo. Mas com o tempo as dívidas de clientes podem atingir valores elevados, que comprometem a tua sustentabilidade.
Se não és um banco, o teu negócio não é conceder crédito. Por isso, controla os teus clientes, estabelece políticas de crédito bem definidas, acompanha as suas dívidas de terceiros e insiste para que paguem a tempo.
No limite, despede os piores. Talvez estejas melhor sem eles…